FASES DO CICLO MENSTRUAL: UM OLHAR SOBRE A FISIOLOGIA FEMININA – Dia 4 do Diário da Lua Vermelha

sacred-yoni-talk

A fisiologia feminina é um tanto quanto complexa mas não é impossível de compreender, por isso, em vez de ignorar as mudanças de seu corpo, que tal olhar para ele com atenção e carinho?

Hoje, no dia 4 do exercício proposto no #ODiarioDaLuaVermelha, compartilho com vocês uma excelente explicação sobre o ciclo menstrual que Morena Cardoso nos presenteou no Instagram.

Muitas mulheres, na qual eu também me incluo, possuem grande dificuldade de compreender as particularidades do ciclo menstrual, motivo pelo qual considero interessante a leitura do post reproduzido a seguir:

” 1 – O ciclo menstrual começa com a menstruação. Este sangramento é causado pelo desprendimento da camada mais interna do útero, o endométrio, que se desenvolveu no ciclo anterior. A pituitária, uma pequena mas poderosa glândula na base do cérebro, envia uma mensagem aos ovários para que os folículos comecem a crescer. O mensageiro aqui é o hormônio folículo estimulante.

2 – Logo após a menstruação: os folículos começam a crescer, se desenvolver e produzir estrógeno. Em ciclos mais longos se tem um período seco e sem muco – característica do período infértil -. Em ciclos mais curtos, o útero já começa a produzir muco cervical e a preparar o endométrio, podendo passar da menstruação direto para a próxima fase (por isso alguma mulheres dizem engravidar durante a menstruação). Ou seja, a fase pré-ovulatória pode variar muito de mulher para mulher quanto de ciclo para ciclo.

3 – Antes da ovulação: Nos ovários os folículos continuam crescendo, e produzindo estrógeno. No útero começa a preparação do endométrio, que se torna mais grosso, se preparando para receber o embrião. O colo do útero fica mais alto, mais macio e aberto. O útero trabalha na produção de fluido cervical – quanto mais perto da ovulação, mais lubrificante, mais transparente e mais úmido o fluido se torna. A vulva e os seios podem se tornar mais inchados.

4 – Logo antes da ovulação: o estrógeno está em seu nível máximo, com isso, lá no cérebro a pituitária percebe que está indo tudo bem neste ciclo menstrual e manda outra mensagem para os ovários – o mensageiro é o hormônio luteinizante que comanda a liberação do óvulo. O fluido cervical está no máximo da umidade.

5 – Ovulação: o folículo libera o óvulo que sai de um dos dois ovários e é captado pela tuba uterina mais próxima. Se tiver espermatozoides dentro do sistema reprodutor e sexual da mulher, um deles pode alcançar o óvulo na tuba uterina e a fecundação pode acontecer. Não importa se estes espermatozoides acabaram de chegar ou se estão ali há dias (eles tem uma tempo de sobrevida de 72 horas – 3 dias).

6 – Logo após a ovulação: no ovário agora com o óvulo liberado, o folículo vazio passa a ser chamado de corpo lúteo – ele continua a produzir estrógeno, mas em menor quantidade – . O corpo lúteo manda mensagem para os ovários e o útero através do hormônio progesterona que significa “pró-gravidez”. Como o óvulo já foi liberado, os folículos não precisam continuar crescendo – isso evita uma ovulação extra no mesmo ciclo. A progesterona faz o endométrio se tornar glandular e rico em vasos sanguíneos, condição ideal para que o embrião se fixe no útero. É ela que faz aumentar o metabolismo do corpo e eleva a temperatura basal. Os óvulos continuam vivos nas primeiras horas e até dias (em média 24 horas) após a ovulação. Se acontecer a fecundação do óvulo, o embrião vai viajar pela tuba uterina até o útero.

7 – A mulher vai sempre menstruar mais ou menos 14 dias depois da ovulação. Isso quer dizer que não é a menstruação que atrasa ou adianta, mas sim a ovulação. Voltando ao período infértil, o muco cervical vai ficando cada vez mais seco, o colo do útero vai ficando mais baixo e mais firme. Se até esta fase não tiver ocorrido a fecundação, o corpo lúteo se desintegra cerca de 14 dias após a ovulação, com isso os níveis de estrógeno e progesterona caem. A temperatura basal também cai e depois vem a menstruação.

E depois começa tudo de novo! Não é maravilhoso?”

Notem que o sangue menstrual, ao contrário daquilo que a ignorância da coletividade tenta inculcar na mente das mulheres e homens, não tem nada de sujo ou impuro mas é apenas o desprendimento da camada interna do útero. Portanto, quando você escutar que a menstruação é a limpeza da sujeira do útero, deixe entrar por um ouvido e sair pelo outro, pois essa pessoa está simplesmente demonstrando que tem 0% de conhecimento sobre a fisiologia feminina.

Outro ponto importante destacado por Morena é a observação do muco vaginal, dos seios e da própria vagina como meio de identificar as fases do seu ciclo e – pasmem –  o fato de não existir atraso na menstruação mas sim atraso da ovulação! Eu mesma nunca tinha imaginado isso mas faz total sentido.

No entanto, conforme ficou bem explicadinho por ela, as características de um ciclo pode variar de mulher para mulher, por isso a importância de observar atentamente, anotar todos os detalhes percebidos e depois, comparar as anotações e as suas Mandalas da Lua. Se você ainda não começou a sua, que tal começar hoje?

Namaste!

*

Para saber mais sobre reconexão com o Sagrado Feminino, acesse: www.danzamedicina.net/programaonline .

 

Anúncios

O melhor caminho é o que nos leva para casa

Tudo o que eu tinha naquele momento eram três malas. Duas bem grandes, abarrotadas de coisas de todos os tipos: roupas; sapatos; objetos pessoais; dois livros de idioma; pastas de documentos; papéis e uma outra, pequena, onde eu havia colocado os itens mais delicados e simbólicos, como meu altar com as imagens pequeninas dos meus santos de devoção.

No início, partir parecia loucura mas a verdade é que eu já não era mais mais capaz de permanecer. A escolha já tinha sido feita antes mesmo que eu me desse conta do que tudo aquilo significava. Era preciso ir para que a toda minha vida e todo entorno florescesse. O primeiro sinal desta energia de fluidez se materializou em uma roseira que eu havia plantado e mesmo com todas as tentativas e cuidados, ela não se permitia vingar. Meses depois de minha ida minha mãe me ligou para dizer apareceram lindos botões.

É doloroso partir, seja de onde for, de um casamento, de uma cidade, de um emprego, de um papel social… Dói bastante. Partir também passou a significar dividir ao meio: uma parte que morre para outra tenha vida. Quando eu parti, a ‘velha Paula’ começou a morrer para dar lugar à nova. Ela não morreu completamente. Não quero forçar o processo pois sei que tudo ocorre em seu devido tempo. Uma hora ela irá ‘cantar para subir’, serei grata ao que este velho modelo de vida me ensinou e estarei pronta para o novo. É uma agonia ter de deixar para depois aquilo que se quer para já. Mas é necessário. Tenho esperança que irei achar o ponto de equilíbrio um dia.

No entanto, quando a sua mente (o eu inferior) começar a te dizer que você deveria isso ou aquilo, sinta-se tranquilo para não fazer ou pensar ou dizer nada. Nessas horas o melhor é o recolhimento. Medite. Aquiete-se e apenas sinta com o seu coração (o Eu Superior). O coração é a bússola e o todo o resto são ladrões de sonho e energia.

O caminho é longo e desafiador. Em momentos onde a mente impera eu me sinto em dúvida, sozinha, perdida e pequena. E é aí que mora o perigo. A mente é mesquinha, calculista e vai te julgar fraco. É nessas horas que a gente “chora largado” e se sente um lixo. Tem vontade de voltar pra merda, pois lá tudo era familiar. Não se identifique com isso. Apenas deixe que passe. Quantas vezes fiz aquele dramalhão todo, me revoltei com o mundo, prometi que ia por fogo em Roma e no dia seguinte, ao olhar no espelho do banheiro, estavam lá os mesmos olhos e, dentro deles, oa mesmos sonhos que me impulsionam… Mantenha-se focado no projeto original.

Se estiver cansado, descanse, não desista. Desistir é abandonar o projeto divino, é ter um barco (e a chance de se salvar) e mesmo assim pular no mar sem salva vidas. Acredite que tem chance, ainda que mínimas segundo a lógica da tua mente.

Mesmo que não seja fácil e você tenha sentido o chamado – algo dentro de você está te arrastando pra fora da zona de conforto – não tenha medo, vá. Bota os pés que o Universo põe o chão embaixo. Parece loucura, mas uma vez que você acredita que pode dar certo, você cocria toda uma realidade que te levará ao encontro de si mesmo.

Pois o melhor caminho é aquele que nos leva pra casa. 🍀

Namaste

🙏

MANDALA DA LUA: AUTOCONHECIMENTO E EMPODERAMENTO FEMININO

Após seis meses do início de um processo de readaptação e redescoberta do meu próprio corpo, conheci a Mandala da Lua, uma excelente ferramenta de reconexão e mapeamento do ciclo lunar e ciclo menstrual pessoal, para que possamos compreender sobre os padrões de cada fase de nossos ciclos.

Suas idealizadoras recomendam que façamos um mapeamento da lua (ou mais, caso os padrões ainda não estejam muito claros), para que possamos começar a perceber os padrões d ciclo que talvez você nunca estivemos cientes; padrões que nos informam sobre como fluir de forma mais consciente e equilibrada em nossos ciclos mensais pessoais e em nossas vidas.

Reconhecer e reconectar

Contamos o primeiro dia do ciclo como o primeiro dia de sangramento, finalizando no último dia antes de começar a próxima menstruação. Do total de dias, dividimos este ciclo em 4 (quatro) partes, onde cada quarto representa uma fase distinta que estão relacionadas às quatro fases da Lua, às diferentes estações do ano, as diversas fases do dia, etc.

Um ciclo dito saudável acontece geralmente entre 25 e 33 dias, se seu ciclo é menor ou maior, é sugerido que observe se não existe aí algum desequilíbrio a nível sutil, emocional ou físico.

Fora isso, a movimentação de seu ciclo acontece em um ritmo muito particular: ele pode ser mais curto em alguns meses(em que muitos processos internos foram ativados ou muita energia vital utilizada), ou mais longos (quando existe uma maior necessidade de integração e contemplação com o que ocorre em nós, em nossas vidas).

O Ciclo da Lua possui 29,5 dias mas cada fase lunar (Lua Nova, Crescente, Cheia e Minguante) pode durar de 6 a 9 dias cada, dependendo do ciclo; ou seja, este processo nos chama a sair da linearidade e lógica da mente e entrar em um processo de sentir e fluir a um nível mais sutil e intuitivo; já sendo um ótimo exercício de reconexão com a sutileza e os mistérios do feminino sagrado.

Tornando-se presente em si mesma

A cada momento em que recebemos nosso sangue menstrual, algo está sendo finalizado, terminado e concluído em nós e/ou em nossas vidas. À medida que nos conectamos mais a esta ciclicidade e a nós mesmas, começamos a perceber que existe aí uma sabedoria maior do que nossa mente pode compreender; uma sabedoria que diz respeito aos processos de cura e crescimento como seres espirituais vivendo uma jornada como mulheres. Uma sabedoria que nos ensina a respeito dos tempos de vida, de morte, de renascimento; e que nada tem a ver com datas, calendários, números ou padrões pré estabelecidos. Uma sabedoria que se manifesta, mesmo que não estejamos conscientes dela.

É interessante pensar que não existe um ciclo certo ou errado e nem um ciclo melhor do que o outro. Não existe uma necessidade de que seu ciclo ocorra sempre no mesmo período, sempre com a mesma quantidade de dias, ou sempre na mesma fase da lua; assim como não existe a necessidade de que seja em uma ou outra lua específica. A melhor perspectiva que podemos ter neste estudo é de que nosso corpo é sábio e ele nos trará sinais, mensagens a respeito do que estamos vivendo a um nível mais profundo; utilizando o ciclo menstrual como ferramenta para se conhecer e se situar com mais consciência na verdade que se manifesta em ti, para ti, a cada novo momento… e assim como é.

A LUA E O CICLO PESSOAL

A Lua em que recebemos o nosso sangue, diz respeito ao que estamos nutrindo ou curando, de acordo com a energia específica de cada fase. Existe um forte mito a respeito de que menstruar na Lua Nova é melhor, ou que menstruar na mesma Lua todos os meses significa estarmos mais conectadas; mas esta crença é simplesmente uma manifestação de nossa mente controladora, racional e limitada, buscando rotular os nossos processos.

Para compreender isso de forma prática, podemos citar alguns exemplos: ficar menstruada na Lua Crescente, pode estar indicando algum processo de limpeza de aspectos de nossa infância, de nossa criança interna… ou de alimentação de algum novo projeto, uma nova idéia que se inicia. Menstruar na Lua Nova pode estar relacionado a curas de aspectos de nosso subconsciente, de acesso a nossas sombras e padrões arraigados; ou de nutrição de nosso potencial de recolhimento, quietude e solitude. Estes são apenas exemplos, mas a melhor forma de saber o que significa cada uma destas fases é a observação de si, da lua e desta equação que se forma entre a lua no céu, a lua em ti, e as diferentes manifestações que ocorrem a partir disso!

DIFERENTES FACETAS DO SER MULHER NO CICLO MENSTRUAL:

É comum estipularem também arquétipos e padrões específicos para cada ciclo e suas fases; como a Menina, a Mãe, a Anciã, etc. Porém, é extremamente importante que cada mulher se dedique a conhecer os seus próprios padrões, os próprios arquétipos que estão sendo ativados a cada lua, a cada fase do ciclo menstrual; e as manifestações pessoais e individuais de seu caminhar único e individual através desta Mandala do Ciclo.

Respondendo a estas perguntas passamos a observar a nós mesmas com mais atenção; compreendendo e reconhecendo nossas fraquezas e potencialidades enquanto imersas neste interminável ciclo de vida-morte-vida desde o nosso ventre. Neste ato de amor próprio e cuidado de si, podemos utilizar a nossa energia de forma mais sábia e eficiente; caminhamos por nosso ciclo em equilíbrio dinâmico: um exemplo prático disso é iniciar projetos quando estamos com uma energia mais focada (fase pré ovulatória); compartilhar de nossa presença quando estamos mais abertas e extrovertidas (fase ovulatória); finalizar e concluir projetos, fechar ciclos (fase pré menstrual); descansar, meditar e se recolher nas fases de maior introspecção (durante a menstruação); etc.

“CONHECER A NÓS MESMAS NOS EMPODERA EM MUITOS NÍVEIS… NOS POTENCIALIZA TANTO NA FORMA COMO LIDAMOS COM OS NOSSOS PROCESSOS INTERNOS, COMO NA FORMA COMO NOS MANIFESTAMOS NO MUNDO.”

A TPM COMO FERRAMENTA DE AUTOCONHECIMENTO:

Outra interessante pergunta a se fazer a cada novo ciclo, especialmente na fase pré menstrual (conhecida como TPM) é: “O que eu gostaria de transformar em minha vida?” , ” O que deveria estar sendo diferente?”, “O que estou carregando para o meu novo ciclo mas que não mais está alinhado com que sou e o que almejo?”. “O que eu deveria deixar para trás para me viver o novo ciclo de forma mais alinhada com minha verdade interna?” ou “O que desejo para o novo ciclo?”

Fazendo estas perguntas a cada mês e comparando estes padrões do que vem à tona em nossa TPM, podemos perceber com mais clareza o quanto estamos crescendo e espiralando em nossa jornada de vida, ou , do contrário, o quando estamos girando em círculos, empurrando nossas frustrações com a barriga e repetindo continuamente os mesmos padrões. Neste exercício é importante que a mulher assuma 100% da responsabilidade pelos seus processos, compreendendo que tudo o se que manifesta fora é resultado de construções internas. Os padrões estão ai, se mostrando a cada novo ciclo, pedindo para serem transformados… mas lembre-se: a mudança começa sempre dentro!

A MANDALA DA LUA E A FERTILIDADE INTELIGENTE

A Mandala da Lua é uma ferramenta que pode ser também utilizada como meio de Controle de Fertilidade, de uma forma muito mais saudável, íntegra e orgânica do que os métodos utilizados hoje em dia.

Conhecendo os padrões das manifestações emocionais e físicas da ovulação e do período infértil, a mulher para de depender do controle linear de datas, calendários ou pílulas; e passa a utilizar da consciência de si como a mais confiável ferramenta. Não podemos usar os eventos do passado para prever o que irá acontecer em nosso corpo no futuro! Por isso a tal tabelinha (e os Apps que são tabelinhas digitais) não são nem um pouco confiáveis!

Não adianta achar que só porque você tem 28 dias de ciclo você ovula no 14o dia! Isso pode mudar a cada novo ciclo, então o ideal é mapear os sintomas, observar como você se sente a cada dia, a cada novo momento e ir encontrando as características de quando você está ou não fértil!

Para os sinais primários podemos contar por exemplo com o Muco Cervical, com a Temperatura Basal e com a posição do Colo do Útero! Não sabe onde é o colo do seu útero e tudo isso que eu disse parece que estou falando grego? Então sugiro que você dê uma olhada nos materiais e no curso onlinedas idealizadoras deste projeto —>> SAIBA MAIS: www.danzamedicina.net/programaonline

Este estudo é importante não só para quem QUER engravidar, para quem NÃO QUER engravidar e para quem simplesmente quer tomar responsabilidade por sua própria saúde, parando de colocar a responsabilidade de seu corpo na mão de terceiros!!!!

Alguns outros sintomas secundários(não são tão confiáveis como os sintomas primários citados acima pois podem variar a cada ciclo ou de mulher para mulher, mas vale a dica para observa-los!)

– A temperatura do corpo aumenta a partir da ovulação- para estudo de temperatura basal!

– Seus seios podem se tornar maiores e mais sensíveis nas datas próximas à ovulação. No período infértil se encontram menores e mais flácidos.

– Os lábios internos e externos da vagina podem se encontrar mais abertos e exuberantes nas datas próximas da ovulação;

– Pode-se notar desconforto na região dos ovários ou da cintura;

– Suor aumentado- pele e cabelos mais oleosos;

– Pode haver mais desejo sexual;

– Você se sente mais disposta, expansiva, amorosa, criativa e confiante;

– O colo do útero se encontra mais aberto, maleável e alinhado com a vagina. Este exame se faz introduzindo os dedos médio e indicador na vagina até que se encontre o colo do útero. Diferente do período fértil, no período infértil ele se encontra duro, baixo e fechado, inclinado sobre a parede da vagina.

– Muda a aparência e sensação do muco vaginal: No período infértil a sensação é de secura e o muco é pegajoso e escasso – um padrão sem mudanças reflete a inatividade ovárica. O período fértil se caracteriza por muco aumentado, sensação molhada e escorregadia; a aparência do muco é transparente, como clara de ovo (você pode experimentar esticá-lo com os dedos polegar e indicador e perceber como ele é elástico e não se rompe).

Algumas dicas:

A fase fértil começa nas primeiras mudanças do padrão básico de infertilidade- seis dias mais ou menos antes da ovulação. O último dia de muco aumentado é o mais fértil do ciclo, chamado Ápice. Para que o óvulo não seja fecundado, não poderá haver ejaculação entre o primeiro dia de mudança do padrão de infertilidade até o quarto dia depois do Ápice(considerando que o espermatozóide pode sobreviver até 72 horas no corpo da mulher).

ps- As dicas aqui são básicas, quase só a ponta do iceberg, mas já é um bom começo! Dedicação, consciência, informação e responsabilidade, são bons acompanhantes neste nosso processo! Mas não se afobe, um passo de cada vez…. sua conexão com você mesma e com seu ciclo já será de uma transformação gigantesca em sua vida!!! Seguimos…

Estes são alguns sinais que podem ser observados como padrão de fertilidade, porém observe através das suas próprias anotações quais são as características físicas, emocionais e mentais que se expressam neste período! Ao se conhecer com mais profundidade e assertividade, você pode se previnir de uma gravidez indesejada ou potencializar uma possível gravidez, se assim desejar. Este é também um estudo que lhe permite ir tomando as rédeas sobre sobre seu próprio corpo, sobre como você escolhe manifestar a sua sexualidade neste templo sagrado. É uma forma de utilizar as energias de sua ovulação com o propósito da criatividade, da expressão; gastando e parindo a realidade que você deseja criar para ti mesma- em forma de ideias, projetos, soluções criativas, etc.

A MANDALA DA LUA E OS CONTRACEPTIVOS HORMONAIS:

Para as mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais, este exercício de auto-observação se torna limitado, pois os hormônios artificiais alteram substancialmente o seu ciclo natural; porém, ainda sim é indicado que o façam, afinal, no momento em que a gentil Avó Lua percebe o chamado das mulheres por reconexão, muita sabedoria e muitos presentes são oferecidos. Este é com certeza um grande passo para se libertar dos medicamentos, do medo da fertilidade ou das desordem hormonais e físicas em geral.

E OS HOMENS, PODEM FAZER A MANDALA?

Sim! Mulheres na menopausa, gestantes e mulheres que por qualquer outra razão não sangram mais podem fazer a Mandala também! Neste caso, a observação dos padrões ocorrem apenas de acordo com as fases da lua, mas não com o ciclo menstrual. Lembrando que a lua tem influência sobre tudo e todos!

ENTÃO, ESTÁ PRONTA? VAMOS COMEÇAR!

COMO PREENCHER A SUA MOONDALA:

1) Há 29 luas em cada gráfico. Eles foram coloridos de preto para ilustrar as fases de um ciclo lunar. A lua preta representa a lua nova. A lua branca representa a lua cheia. Você deve começar a preencher uma nova Moondala no primeiro dia de seu ciclo, no primeiro dia de menstruação e completa-la todos os dias até que chegue a próxima menstruação; quando você passa a usar uma nova Moondala. É sugerido que se faça este estudo por pelo menos 3 meses, para que as mandalas sejam comparadas e ospara que os padrões sejam observados e encontrados.

2) Para começar o seu mapeamento, você precisa saber que a fase da lua é o Dia 01 do seu ciclo. O dia 01 de seu ciclo é o dia em que você começa a sangrar. Para saber qual fase da lua está no dia 01, você precisa checar a data em que começou a sangrar no anexo do Calendário Lunar (por exemplo, se você começou a sangrar no dia 04 de Janeiro de 2016, então olhe o calendário lunar e descubra qual o dia e qual a fase da lua estava naquele dia:, terceiro dia de Lua Minguante). Depois de ter este ponto de referência, você pode começar a anotar os dados na Mandala da Lua. Os dias (1,2,3 etc) e as datas correspondentes de seu ciclo (04 de janeiro, 05 de Janeiro, 06 de Janeiro, etc) ; de acordo com as imagens da lua mostradas na Mandala.

3) Os dias do seu ciclo são registrados na área intitulada “Dia”.

4) As datas correspondentes de seu ciclo da lua são escritos na área intitulada “Data”.

5) A área intitulada “Físico” é onde você deve documentar as mudanças que acontecem em seu corpo- por exemplo, aumento dos seios, muco na vagina( e características deste muco), mamilos sensíveis, prisão de ventre, diarréia, sede, cansaço físico ou vitalidade, cólicas, gases, falta ou excesso de sono, oleosidade ou secura no cabelo e na pele, dores musculares, acne, quantidade do fluxo menstrual, etc.

6) A área intitulada “Emocional” é onde você deve documentar as mudanças que acontecem em seu ser a nível emocional- irritabilidade, extroversão, introversão, receptividade, passividade, determinação, euforia, criatividade, protetora, carinhosa, ansiosa, estressada, etc.

Você pode complementar também com informações como: sonhos, como você se veste, quais os tipos de programa você faz ou sente vontade de fazer, libido, quais alimentos você sente desejo ou aversão, se você sente mais ou menos apetite, a qualidade e o tempo de seu sono, etc.

7) O espaço ao lado da lua, você pode colorir de vermelho nos dias da menstruação e de alguma cor específica para fazer referência aos possíveis dias férteis.

8) Perceba que nossa Mandala da Lua não está pronta; você quem irá consolidar este material através de suas informações e através de sua arte! As ilustrações em torno da Moondala são um convite para que você expresse seu universo interno e se envolva mais subjetivamente; em forma de cores e criações.

DICAS DE MAPEAMENTO:

* Consistência é a chave: Para criar um hábito diário de anotações, é recomendado que você mantenha sua Mandala da Lua em um lugar de fácil acesso, como a sua mesa de cabeceira por exemplo.

* Faça valer a pena: Tente criar em sua mente o contexto de que este tempo que você está alimentando sua Mandala, é um momento para refletir, para se observar; é um ato de carinho, cuidado e amor-próprio. Um ritual de reconexão com você mesma.

* Consolidar: Você pode também anotar uma visão geral de 2-4 dias, se a sua experiência ao longo destes dias é relativamente semelhante. Isto irá facilitar encontrar o padrão de cada fase.

Namaste! 🌷🙏

PRECE AOS ANJOS GUARDIÕES

Anjo-da-Guarda

Se você acredita que podemos ser amparados por anjos e espíritos guardiões em todos os momentos de nossas vidas, faça esta prece para fortalecer a presença e o auxílio de seu Anjo de Guarda, pedindo-lhe sabedoria, luz, proteção e esclarecimento.

Prece aos Anjos Guardiões

Espíritos sábios e benevolentes, mensageiros de Deus, cuja missão é assistir aos homens e conduzi-los pelo bom caminho. Amparai-me nas provas desta vida; dai-me a força de sofrê-las sem lamentações; desviai de mim os maus pensamentos, e fazei que eu não dê acesso a nenhum dos maus Espíritos que tentariam induzir-me ao mal. Esclarecei a minha consciência sobre os meus próprios defeitos, e tirai-me dos olhos o véu do orgulho, que poderia impedir-me de percebê-los e de confessá-los a mim mesmo.

Vós, sobretudo, meu Anjo Guardião, que velais mais particularmente por mim, e vós todos, Espíritos Protetores, que vos interessais por mim, fazei que eu me torne digno da vossa benevolência. Vós conheceis as minhas necessidades; que elas sejam satisfeitas segundo a vontade de Deus.

Meu Deus, permite que os Bons Espíritos que me assistem possam ajudar-me, quando me achar em dificuldades, e amparar-me nas minhas vacilações. Senhor, que eles me inspirem a fé, a esperança e a caridade, que sejam para mim um apoio, uma esperança e uma prova da Vossa misericórdia. Fazei, enfim, que eu neles encontre a força que me faltar nas provas da vida, e para resistir às sugestões do mal, a fé que salva e o amor que consola.

Espíritos amados, Anjos Guardiões, vós, a quem Deus na sua infinita misericórdia, permite velarem pelos homens, sede o nosso amparo nas provas desta vida terrena. Dai-nos a força, a coragem e a resignação; inspirai-nos na senda do bem, detendo-nos no declive do mal; que vossa doce influência impregne as nossas almas; fazei que sintamos a presença, ao nosso lado, de um amigo devoto, que assista os nossos sofrimentos e participe das nossas alegrias. E vós, meu Anjo Bom, nunca me abandoneis. Necessito de toda a vossa proteção, para suportar com fé e amor as provas que Deus quiser enviar-me.

Assim é!

Muita paz e proteção a todos.

🙏

🙏 PODEROSA ORAÇÃO DE PROTEÇÃO DE SÃO JORGE 🙏

sao-jorge-ao-por-do-sol-Shutterstock_Images

Faça este oração à São Jorge quando estiver sentindo-se fraco, desmotivado, cercado de pessoas carregadas de más energias ou mesmo ameaçado por inimigos físicos e espirituais. Se os caminhos parecem estar fechados e existe mais forças contrárias aos seus planos do que incentivos para que sua vida deslanche, talvez seja o momento certo para pedir que São Jorge tome a dianteira de tuas batalhas. Faça esta oração com fé e permita que o santo guerreiro te conceda força e proteção.

Oração de Proteção de São Jorge

Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.

Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos.

Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo. São Jorge Rogai por Nós. Amém!

Nunca desista de seus objetivos, confie suas forças em São Jorge e continue sua jornada com muita LUZ!

🙏

🙏 PODEROSA ORAÇÃO A BEZERRA DE MENEZES PARA A CURA DE TODOS OS MALES 🙏

Bezerra de Menezes foi um médico do Rio de Janeiro que se desenvolveu na doutrina Espírita, ganhando notoriedade por sua sabedoria e poderes curativos, o que lhe rendeu o título de “Allan Kardec brasileiro”. O médium também tornou-se conhecido por realizar milagres de cura aos doentes, portanto, sempre que estiver enfermo ou quiser fazer uma prece a alguma pessoa que esteja enfrentando uma enfermidade, peça o auxílio de Bezerra de Menezes e sua legião de espíritos consoladores.

oração-bezerra-menezes

Poderosa Oração a Bezerra de Menezes

Nós Te rogamos, Pai de Infinita Bondade e Justiça, as graças de Jesus Cristo, através de Bezerra de Menezes e suas legiões de companheiros.

Que eles nos assistam, Senhor, consolando os aflitos, curando aqueles que se tornem merecedores, confortando aqueles que tiverem suas provas e expiações a passar, esclarecendo aos que desejarem conhecer a Verdade e assistindo a todos quantos apelam ao Teu Infinito Amor.

Jesus, Divino Portador da Graça e da Verdade, estende Tuas mãos dadivosas em socorro daqueles que Te reconhecem o Despenseiro Fiel e Prudente; faze-o, Divino Modelo, através de Tuas legiões consoladoras, de Teus Santos Espíritos, a fim de que a Fé se eleve, a Esperança aumente, a Bondade se expanda e o Amor triunfe sobre todas as coisas.

Bezerra de Menezes, Apóstolo do Bem e da Paz, amigo dos humildes e dos enfermos, movimenta as tuas falanges amigas em benefício daqueles que sofrem, sejam males físicos ou espirituais. Santos Espíritos, dignos obreiros do Senhor, derramai as graças e curas sobre a humanidade sofredora, a fim de que as criaturas se tornem amigas da Paz e do Conhecimento, da Harmonia e do Perdão, semeando pelo mundo os divinos Exemplos de Jesus Cristo. Assim seja!

copo de água

Uma prece e um copo d’água

Caso prefira, você também pode escrever em um papel branco todas as suas angústias, males e aflições. Feito isto, faça a oração acima com muita fé e encha um copo de água que deverá ser colocado na cabeceira de sua cama. Antes de dormir, faça o seguinte pedido:

Que a corrente médica do Dr. Bezerra de Menezes coloque nessa água o remédio necessário para o equilíbrio do meu corpo e da minha alma. Assim seja!

Ao acordar, dê três goles na água deste copo e aplique o restante sobre a parte do seu corpo que encontra-se enferma. Exemplo: Se você está sofrendo de alguma enfermidade respiratória, aplique a água na região do tórax; se o problema for relativo à alguma mágoa, dificuldade de perdoar, aplique no coração; se está muito perturbado por preocupações de diversas ordens, ou deprimido, aplique a água da cabeça e assim por diante.

Faça isto com fé e sempre que necessitar da benevolência de Bezerra de Menezes.

🙏

🇮🇹 TEREMOS VÁRIAS RECEITAS ITALIANAS E MUUUITA LOUÇA PARA LAVAR AQUI NO BLOG! 🍽

IMG_6025.jpg

Cada região da Italia possui suas especialidades que fazem com que o país seja ímpar no quesito da boa cozinha. Eu sei que muitos chefs e especialistas apontam a França como o país que tomou a dianteira na gastronomia categorizando as várias técnicas utilizadas no preparo dos pratos, combinações de sabores e vinhos, mis en place, entre tantos outros feitos, mas – cá entre nós – quem realmente entende da cozinha “roots” é a Mamma Italia.

nonna-mattarello
 ⚠La nonna li pichia col il mattarelo e li mette in fuga ⚠

AVISO IMPORTANTE: SE VOCÊ QUE ESTÁ LENDO ISTO É UM CHEF RENOMADO NÃO ME ODEIE, PER FAVORE. EU SOU APENAS UMA ADMIRADORA DA BOA COZINHA, ENTENDO A IMPORTÂNCIA DA FRANÇA NA GASTRONOMIA MAS VOU MORRER PENSANDO QUE A COZINHA DOS MEUS ANCESTRAIS SERÁ SEMPRE A MELHOR. NADA PESSOAL. SEM OFENSAS. ☮

Cozinha = Lugar Sagrado

Uma das coisas que mais amo nesta vida é estar na cozinha. Cozinhar, para mim, é uma oração que se faz em movimento, mexendo panelas, cortando os ingredientes e deixando que os sabores comuniquem o que as palavras não podem expressar. Enquanto cozinho, não existe a Paula dos diplomas e títulos, a Paula que exerce tal papel na sociedade, a Paula que tem esta ou aquela aspiração na vida. Existe apenas aquela Paula que eu verdadeiramente sou. É um momento de abstração completa e entrega absoluta. O Tao. Justamente por isso, também encontro muita satisfação quando escrevo sobre a arte de comer bem. É prazeroso compartilhar cada descoberta.

Entretanto, eu não escrevo para aqueles que dividem o mundo entre os que comem ou bebem o que é sofisticado, premiado e indicado por revistas de nicho. Quem faz este trabalho são os jornalistas e críticos especializados. Escrevo mesmo é para os curiosos, os que gostam de saber de onde veio determinado alimento ou bebida, a história que existe por trás de cada ingrediente e qual a melhor forma de prepará-lo e transformar a degustação de um alimento em uma experiência transcendental.

Se você faz parte deste segundo grupo, seja bem vindo e sinta-se dentro de minha cozinha. Se por acaso, você é um exímio conhecedor de técnicas rebuscadas intercontinentais e poderia facilmente participar do juri do Master Chef, devo dizer que vai me considerar uma verdadeira anarquista. De qualquer modo, se não se sentir profundamente ofendido por minhas experiências alquímicas, puxe uma cadeira e sinta-se meu convidado, porém já vou avisando que aqui o sistema é bruto.

my-kitchen-my-rules-wall-sticker-9778

 

Continue acompanhando nosso blog e confira nossas receitas!

Desentifique-se do Ego

Uma das batalhas mais árduas que você irá travar em sua vida será contra o seu ego. (Creia quando eu digo que não será fácil). Durante muito tempo, enquanto você não estava aqui, no momento presente, ele assumiu o controle e ditou as regras. Ele ocupou o seu lugar – e ainda está ocupando se você não estiver aqui e agora – e ainda por cima te convenceu de que ele é você. Mas a boa notícia que me contaram e que conto a você com muita alegria é que você não é o seu ego, nem sua mente, nem o seu corpo, nem o seu emprego, nem o seu relacionamento, nem a sua família, nem o seu sexo, nem sua religião, nem a cor do seu cabelo, nem sua nacionalidade. Nada. Republicanos e Democratas não existem aqui. Coxinhas e mortadelas não fazem o menor sentido. Você não é nada disso. Você é muito maior que tudo isso e, principalmente, VOCÊ PODE SER LIVRE. 

O ego te fez esquecer (e luta imensamente para manter esta ilusão) de que você é um ser espiritual tendo uma experiência humana. Não o contrário. Por mais que o ego queira te convencer ou te constranger daquilo que ele quer que você pense ser, você não o é. Corpo e mente são veículos que lhe permitem manifestar a sua existência que corresponde – assim como todos os outros seres humanos e de outras espécies – à grande sabedoria a qual convencionamos chamar de divindade, Deus, Universo. 

Pode parecer chocante pensar que um assassino cruel, um político ganancioso ou quaisquer outro tipo de persona non grata seja parte desta grande teia que nos liga ao divino mas o fato é que absolutamente TUDO é parte integrante de Deus e de mim e de você. Estamos todos interligados. O que ocorre é que a grande maioria das pessoas não apenas nesta vida mas em tantas outras, sejam elas passadas ou vindouras, estão preferindo permanecer latentes, imersas na ignorância de si mesmas. Vivem, por assim dizer, presas ao sofrimento e sob o comando das diversas facetas do Ego, as quais são muito bem desenvolvidas e explicadas pelo mestre espiritual Sri Prem Baba. 

Neste espectro dos aspectos destrutivos do ego que estão as raízes de todas as mazelas que afligem a humanidade e é justamente por não sabermos reconhecê-las que continuamos a criar mais e mais sofrimento, numa espiral sem fim.  

Enquanto não nos tornarmos conscientes de quem somos e das armadilhas do ego, seremos terreno infértil para o florescimento do amor que nos habita e onde o amor não é capaz de florescer é terra féetil para os aspectos destrutivos do ego: a ganância, o ódio, a baixa autoestima, a arrogância, os vícios, a luxúria, a inveja… 

Assim, para retomarmos o estado natural do nosso ser, para voltarmos a ser nutridos pelo grande ventre gerador de toda sabedoria e termos a capacidade de quebrar as correntes do sofrimento, devemos conhecer os aspectos do ego, interromper a identificação com ele e retomarmos a consciência de nossas vidas. 

Enquanto fugirmos desta “lição de casa”, enquanto estivermos confortavelmente acomodados na vitimização, no egocentrismo, no “tocar o fo@#-se”; ignorando os sinais que o Universo nos dá todos os dias (e ele não conspira contra ninguém, OK?), a vida continuará a ser um enorme calvário com poucas ou quase nenhuma chance de você descobrir o real significado do que chamam FELICIDADE. 

*

Gratidão

Despertar para o seu propósito, com a lição de Sri Prem Baba

​É sempre um pouco complicado compreender o verdadeiro sentido da palavra propósito. Esta palavra não tinha muita importância em minha vida até o dia em que a sensação de não pertencimento me tomou por inteira. Sabe quando você se sente um verdadeiro alienígena, uma peça quebrada na engrenagem do mundo, um desconhecido até para si mesmo? O que fazer com aquilo que se chama vida? O que não fazer? Para onde ir? O que buscar? Começam as perguntas…

É como se a criança que existe em nós finalmente conseguisse se fazer ser ouvida. Por quê isto? Por quê aquilo? E por mais que você repita a si mesmo “porque sim”, “as coisas são assim mesmo” , esta criança nunca para de indagar e faz de tudo chamar a sua atenção. Um belo dia você a nota e ela te vence pelo cansaço pois ela quer saber, afinal, para quê veio ao mundo. Não tem mais como declinar. Você a ouve porque ela te venceu pelo grito. 

Tudo se tor a maçante, pesado demais para arrastar por aí. A criança quer liberdade, quer balançar entre as escolhas da vida, muito mais do que o sim e o não. E então começamos o movimento de soltar os cadarços, os laços, as gravatas, de deixar ir, de começar do zero, de rabiscar tudo outra vez e reescrever a própria história. Não pense você que é fácil. Não, não é. Ainda mais quando entre as coisas que você precisa deixar estão a sua casa, a sua família, o seu (ou os seus filhos), sua posição social, seu emprego, casamentos, sociedades, a sua pátria, o seu jeito de fazer as coisas, os hábitos (bons e maus) de sua cultura. A esta altura começa a ver que a vida é muito mais que apenas sobreviver e que é justamente a partir deste ponto que a vida -real – começa a acontecer. 

As lágrimas descem livres, como cachoeira, ao menor e mais inocente estímulo. É porque agora se está à flor da pele. Caíram todas as cascas, as armaduras pesadas de uma existência controlada por padrões estão todas por terra. Agora não se pode mais estar anestesiado / high / apático e as coisas doem de verdade, como o antigo Mertiolate que fez parte de nossas infâncias. Mas este também é o ponto onde começamos a nos libertar para criar o novo, para reaprender a viver e este sentimento de voltar a pertencer a si mesmo é algo indescritível. Entretanto, dói. Dói porque se está crescendo. Dói porque os sapatos do que era antes já não servem mais. Dói porque não sou mais a Paula que eu era, não sou mais os rótulos, os diplomas, os papéis sociais, os adjetivos que o mundo me deu. Dói porque percebemos que não éramos de fato as mães, pais, filhos, maridos, esposas, irmãos, profissionais, e tudo o mais que pensávamos que éramos. Dói porque é preciso reaprender tudo isso pela ótica do Amor e não do medo, que era a base que sustentava boa parte (para não dizer todas) as escolhas que fazíamos. 

Diante desta imensidão de possibilidades, ao contrário daquele ‘mundo’ da escassez, da competição, do ódio, do egoísmo, da ilusão que criamos em nosso entorno, sentimos medo porque estamos ainda apegados aos velhos padrões e identificados com aquilo que pensávamos que éramos, o Ego. 

Como é difícil dar os primeiros passos! Como é difícil aceitar que antes de andar você engatinhou… Como é difícil ter a humildade de aceitar este treino para a nova vida! Quantas vezes, ainda que eu não perceba de imediato, me surpreendo tentando “queimar as etapas” e perdendo a beleza do pôr-do-sol… Quantas vezes me sinto pronta para dar um passo bem grande e, sem conhecer bem o terreno onde meus pés estão pisando, caio, machuco os joelhos e sou obrigada a resguardar a saúde. Quantas vezes me sento cansada à beira do caminho e olho para trás como se estivesse perdendo algo importante. Quanta vaidade, quanto apego, quanta ignorância, meu Deus!

Então, como um milagre, surgem as palavras de Sri Prem Baba que, amorosamente, está empenhado em ajudar a todos os buscadores a encontrar a verdadeira razão de estarmos aqui. Segundo sua definição, “propósito é o modo que  o Amor se manifesta através de você”. No entanto, este Amor não encontra meios de se realizar se você ainda estiver ancorado no medo, Ele não irá se desenvolver e se revelar se a sua existência e sua (in)consciência ainda estiver baseada na sobrevivência. 

Somente quando despertamos desta delusão é que começaremos a aflorar as nossas potencialidades. Enquanto você tiver raiva do mundo, das pessoas e de si mesmo, o propósito será apenas uma semente em terreno árido. Para Prem Baba, propósito tem a ver com o serviço, com tornar o mundo, as pessoas e a si mesmo mais feliz e isto só é possível por meio do Amor, deixando que ele flua em sua consciência como as águas de um rio.

Meditemos em suas palavras. 

🙏

**

♬ Mantra da semana: Mestre Jesus ♬

O mantra desta semana é dedicado ao grande Mestre Jesus.

O Mestre Ascensionado Sananda /Jesus / Cristo foi um dos maiores Curadores Espirituais que andou sobre o planeta Terra.

É mais conhecido no planeta como Jesus, mas em outras esferas, como Sananda. A profundidade do AMOR DIVINO que Sananda / Jesus / Cristo trouxe para toda a humanidade da Terra foi exemplificado pelo que ele se dispôs a fazer há 2.000 anos, quando ancorou o Corpo de Luz para a humanidade. A centelha divina de Cristo vive em cada coração. Cristo é um título que significa UM COM DEUS.

Inúmeras interpretações foram tecidas em torno da vida e da natureza da Jesus . O Novo Testamento, relato mais difundido de seus atos, foi montado com textos escolhidos em concílios cristãos, sob critérios em geral dogmáticos e unilaterais. Ademais, seu sentido original foi deturpado, voluntária ou involuntariamente, com o decorrer do tempo e das traduções sucessivas.

Relatos semelhantes aos da concepção sobrenatural de Jesus, conforme descrita nos Evangelhos,são encontrados na Índia, em relação a Krishna e no Egito Antigo, em relação às suas divindades. O mito criado em torno de Jesus serviu de fundamento para uma religião exotérica, que depois se dividiu em várias facções, cada qual detendo perspectivas mais ou menos transcedentais das mensagens que esse ser veiculou. Algo incomum sempre pairou sobre sua natureza. Rudolf Steiner (1861-1925) apresentou obra notável a respeito dos Evangelhos, com base nas informações que colhia nos registros akáshicos. Explicou como, do ponto de vista esotérico, os corpos de Jesus foram formados tanto por substâncias primordiais, equivalentes ao que havia na Terra antes da queda do homem (o que lhe concedeu saúde e pureza inigualáveis), quanto por elementos que, depois de comporem os corpos sutis de um antigo avatar, foram preservados para essa finalidade.. Os corpos de Jesus foram preparados no decorrer de várias encarnações para a tarefa futura que teriam. Na hora do Batismo, no Jordão, foram então cedidos à entidade Cristo, conforme revelou também Alice Bailey em sua transmissão do ensinamento do Mestre Tibetano Djwall Khul. No processo de encarnação de Cristo em Jesus, aplicou-se uma variante da lei da transmutação com características diferentes das de uma simples transmutação monádica. Por isso não se podem estabelecer os limites entre a manifestação de Cristo e a de Jesus a partir do momento em que essa interação se deu.

O que se conhece da vida de Jesus dá testemunho do seu ensinamento. A entidade cósmica que se exprimiu por seu intermédio manifesta-se aos homens de acordo com a capacidade de eles acolherem sua energia e de acordo com o seu nível de consciência. Jesus deu-se a conhecer como Cristo ao impulsionar nesta humanidade predominantemente o desenvolvimento da alma. À medida que o contacto do homem com o nível anímico se estabelece, a energia crística aflora de modo mais potente e estimula o seu progresso cósmico: o despertar e o desenvolvimento da mônada. Agindo no plano monádico, essa entidade é denominada Samana.

Jesus não se dirigiu a um determinado povo; sua mensagem é universal, como toda a obra da Hierarquia. Nasceu hebreu, mas seguindo um destino mundial e com implicações em toda a humanidade da superfície da Terra. Paul Brunton (A realidade interna) comenta a origem extraterrestre de Jesus. Segundo Blavatsky, Jesus tinha entre suas funções a de trazer a esta humanidade ensinamentos de origem divina, alicerce de uma nova civilização. Sua palavra a princípio irradiou-se pelo Ocidente. Ele sabia que teria poucos seguidores enquanto estivesse no mundo material e também, qual seria o desfecho de sua encarnação. Não veio para fundar organizações, mas para lançar sementes no íntimo dos seres humanos; como não correspondeu às expectativas dos seus contemporâneos, cristalizados na letra morta das escrituras, foi renegado. Apesar das tendências retrógradas e da falta de compreensão da maioria, sua tarefa foi cumprida, pois a energia crística, o Amor-Sabedoria, ancorou no interior do planeta, possibilitando implantar hoje um novo código genético, mais sutil, na parcela resgatável da humanidade. Essa energia, ademais, permitiu à alma humana polarizar-se no nível intuitivo, podendo desvincular-se da regência de certas leis restritivas, como por exemplo a do carma material. Ressalta-se que as palavras “O Reino de Deus está dentro de vós” são uma síntese de um grande ensinamento, cuja essência só agora começa a ser vislumbrada pela humanidade. É no próprio universo interior que o ser humano encontra as origens da sua existência, as causas do que se passa no mundo tangível e o destino que o aguarda. Com essa premissa, mais facilmente se pode compreender a obra de Jesus e a de outros enviados da Hierarquia, bem como colaborar nela.