Desentifique-se do Ego

Uma das batalhas mais árduas que você irá travar em sua vida será contra o seu ego. (Creia quando eu digo que não será fácil). Durante muito tempo, enquanto você não estava aqui, no momento presente, ele assumiu o controle e ditou as regras. Ele ocupou o seu lugar – e ainda está ocupando se você não estiver aqui e agora – e ainda por cima te convenceu de que ele é você. Mas a boa notícia que me contaram e que conto a você com muita alegria é que você não é o seu ego, nem sua mente, nem o seu corpo, nem o seu emprego, nem o seu relacionamento, nem a sua família, nem o seu sexo, nem sua religião, nem a cor do seu cabelo, nem sua nacionalidade. Nada. Republicanos e Democratas não existem aqui. Coxinhas e mortadelas não fazem o menor sentido. Você não é nada disso. Você é muito maior que tudo isso e, principalmente, VOCÊ PODE SER LIVRE. 

O ego te fez esquecer (e luta imensamente para manter esta ilusão) de que você é um ser espiritual tendo uma experiência humana. Não o contrário. Por mais que o ego queira te convencer ou te constranger daquilo que ele quer que você pense ser, você não o é. Corpo e mente são veículos que lhe permitem manifestar a sua existência que corresponde – assim como todos os outros seres humanos e de outras espécies – à grande sabedoria a qual convencionamos chamar de divindade, Deus, Universo. 

Pode parecer chocante pensar que um assassino cruel, um político ganancioso ou quaisquer outro tipo de persona non grata seja parte desta grande teia que nos liga ao divino mas o fato é que absolutamente TUDO é parte integrante de Deus e de mim e de você. Estamos todos interligados. O que ocorre é que a grande maioria das pessoas não apenas nesta vida mas em tantas outras, sejam elas passadas ou vindouras, estão preferindo permanecer latentes, imersas na ignorância de si mesmas. Vivem, por assim dizer, presas ao sofrimento e sob o comando das diversas facetas do Ego, as quais são muito bem desenvolvidas e explicadas pelo mestre espiritual Sri Prem Baba. 

Neste espectro dos aspectos destrutivos do ego que estão as raízes de todas as mazelas que afligem a humanidade e é justamente por não sabermos reconhecê-las que continuamos a criar mais e mais sofrimento, numa espiral sem fim.  

Enquanto não nos tornarmos conscientes de quem somos e das armadilhas do ego, seremos terreno infértil para o florescimento do amor que nos habita e onde o amor não é capaz de florescer é terra féetil para os aspectos destrutivos do ego: a ganância, o ódio, a baixa autoestima, a arrogância, os vícios, a luxúria, a inveja… 

Assim, para retomarmos o estado natural do nosso ser, para voltarmos a ser nutridos pelo grande ventre gerador de toda sabedoria e termos a capacidade de quebrar as correntes do sofrimento, devemos conhecer os aspectos do ego, interromper a identificação com ele e retomarmos a consciência de nossas vidas. 

Enquanto fugirmos desta “lição de casa”, enquanto estivermos confortavelmente acomodados na vitimização, no egocentrismo, no “tocar o fo@#-se”; ignorando os sinais que o Universo nos dá todos os dias (e ele não conspira contra ninguém, OK?), a vida continuará a ser um enorme calvário com poucas ou quase nenhuma chance de você descobrir o real significado do que chamam FELICIDADE. 

*

Gratidão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s