Yoga não é contorcionismo, é postura de vida

yoga-e-flexibilidade-1

“É sempre pertinente reforçar e propagar que flexibilidade não é uma característica necessária para a prática de yoga, tampouco seu objetivo. Trata-se apenas de uma das inúmeras consequências desejáveis que ela proporciona.” Gilberto Schulz.

 

Este é um engano muito comum. Muita gente pensa que Yoga é uma prática restrita apenas para aqueles que são dotados de grande flexibilidade corporal, ou mesmo as pessoas mais jovens.

Há também o mito de que Yoga é “para alongar”, fazendo com que o imaginário popular propague esta crença de que sua prática é apenas um treino de flexibilidade e que os praticantes de Yoga são todos flexíveis, o que não é verdade. A consequência do Yoga bem praticado é a flexibilidade mas não só do corpo.

A prática das posturas e técnicas corporais é apenas a “ponta do iceberg” de tudo o que o Yoga representa. Além de todo o trabalho de equilíbrio, fortificação muscular, torções, inversões e treinos de força e controle físico, há também um outro lado, que trabalha a mente, no qual você também enfrenta o medo de cair, a vergonha de falhar e o hábito de fazer tudo de forma desatenta (a falta de presença!!!) e desregrada. Ser capaz de sustentar o peso do seu próprio corpo também significa avaliar todas as crenças e limitações interiores que você carrega e que, muitas vezes, torna a sua vida um fardo pesado de se carregar.

Algumas pessoas não gostam ou são incapazes de receber pressão, preferem fugir do que lutar, entre outras coisas que são reflexo de várias questões que não foram trabalhadas durante seu desenvolvimento como indivíduo e o Yoga, com o direcionamento de um bom professor, irá proporcionar a vivência destas situações e também a sua cura. Nos relatos abaixo o professor expõe esse processo:

“Lembro-me de uma das minhas alunas aparecer para a aula aparentemente sorridente e feliz. Porém, no meio da aula a simples execução de uma postura que envolvia a extensão da coluna abriu uma profunda dor ocasionada por uma perda recente e que ela teimava em ignorar. Bem, ela teve que se retirar da aula naquele momento por causa das lágrimas mas finalmente conseguiu liberar aquela dor e encontrar a força necessária para tomar a vida e seguir”.

ioga-e1311258007775

“Outro aluno realizou terapia por vários anos, mas somente com a prática de Yoga conseguiu lembrar e curar o profundo rancor que havia de seu pai: uma raiva que prendia e trancava os músculos do peito e da respiração. Ao entrar em contato com isso, permitindo que a respiração fluísse melhor ao invés de contê-la, e usando técnicas de meditação, ele conseguiu encontrar o alívio que esperava há anos”.

Também tem aqueles que consideram o Yoga uma prática maçante. Bem, qualquer atividade realizada de forma mecânica se torna maçante. Mas se você a fizer estando 100% presente, concentrado e aberto às transformações que ela lhe proporcionará, dificilmente ficará entediado e irá descobrir que por trás de muitas dificuldades e de todo o seu murmurinho mental está a chave para a alegria e o prazer de viver. Basta que você permita que a cura aconteça de dentro para fora.

Fonte: Inspire Yoga
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s